Flagrante da Revolta da Vacina. Contrário à obrigatoriedade da vacinação, Rui, porém, apóia o estado de sítio proposto pelo governo para conter o levante popular Flagrante da Revolta da Vacina

Contratado em 1902 por Pereira Passos, o prefeito que remodelou a Capital Federal, para implementar um programa de saneamento no Rio de Janeiro, Osvaldo Cruz livra a cidade da peste bubônica e da febre amarela. Em 1904, lutando contra a varíola, propõe a vacinação obrigatória. Decretada em outubro, fez explodir a Revolta da Vacina. Rui Barbosa foi um dos que se opuseram à obrigatoriedade, por entender que violava os direitos individuais do cidadão.
Retomando as atividades profissionais e parlamentares, no dia 24 de agosto de 1895 Rui Barbosa comparece ao Senado pela primeira vez depois da volta do exílio. Em discurso sobre a pacificação do Rio Grande do Sul, pede anistia para os revolucionários federalistas. Ainda nesse ano, Rui Barbosa vai bater-se por uma anistia ampla que beneficiasse todos os punidos por Floriano Peixoto.
Senador Rui Barbosa
Quando em 1901 a Bolívia arrendou o Acre ao Bolivian Syndicate of New York, os brasileiros que exploravam os seringais da área desencadearam uma revolta. Numa série de artigos para o jornal A Imprensa, Rui Barbosa defende o direito nacional ao território em litígio. Nomeado em julho de 1903 ministro com plenos poderes para tratar da Questão do Acre junto ao governo boliviano, exonera-se do cargo três meses depois, por discordar da solução apontada pelo Barão do Rio Branco, que propunha a compra da região.
A famosa charge de Alfredo Cândido
A Revolta da Vacina
A Imprensa

Desde cedo Rui Barbosa acostumara-se a dialogar diariamente com seus compatriotas nas páginas dos inúmeros jornais em que trabalhou. Assim, em outubro de 1898 assume o cargo de redator-chefe de A Imprensa, em que, durante dois anos e meio, elabora a mais extensa e também a mais significativa parcela de uma caudalosa produção jornalística. Foram quase 600 editoriais e artigos de fundo que, quando não abordavam assuntos políticos - em especial a necessidade de adaptar a Constituição brasileira à realidade nacional, por meio de uma ampla reforma -, versavam sobre questões de saneamento e educação.

Homepage
Luta pela cidadania A construção da República O vôo da águia A questão social .
 
Histórico Links Créditos Índice Bibliografia