O homenageado do Projeto Memória em 2003, Oswaldo Cruz, é um dos brasileiros a quem o país mais deve. Quase 90 anos depois de sua morte, é lembrado em cada canto do território nacional. Repetidas pesquisas entre a população o apontam como o símbolo do médico e do cientista brasileiro.

Oswaldo Cruz ganhou fama ao vencer a febre amarela - flagelo que, no final do século XIX, transformara o Rio de Janeiro num porto maldito. Combateu também a varíola e a peste bubônica.

No entanto, foi ferozmente atacado por causa de suas campanhas sanitárias. Teve que enfrentar não só as doenças como a incompreensão de seus contemporâneos. A vacinação obrigatória contra a varíola, por ele proposta, provocou violenta revolta no Rio, em 1904.

Os fatos deram razão a Oswaldo Cruz. Graças à sua obstinação, a vacinação se tornou prática corriqueira no Brasil e a preocupação com a saúde pública se implantou em definitivo.

O grande sanitarista promoveu expedições científicas que mapearam as principais questões da saúde em todo o Brasil. Seu legado maior ficaria sendo a Fundação Oswaldo Cruz, a Fiocruz, pioneiro e reputado centro de medicina experimental, que neste ano se associa ao Projeto Memória.

 

 

Fundação Banco do Brasil FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz Organização Odebrecht