Getúlio Vargas

Político brasileiro que exerceu a Presidência da República. Nascido em 1883, formou-se em Direito em 1907 e ingressou na política como deputado federal pelo Rio Grande do Sul. Em 1926, assumiu o Ministério da Fazenda do governo de Washinton Luís. Foi eleito Governador do Rio Grande do Sul em 1928. A profunda crise econômica, reflexo da grande depressão econômica mundial, foi o fator predominante que desencadeou a Revolução de 1930, que deu a Vargas a autoridade de Chefe do Governo Provisório brasileiro. Seu governo ditatorial de caráter nacionalista foi marcado pela instauração de políticas trabalhistas, e por esta razão recebeu o apoio das massas trabalhadoras. Foi eleito presidente pela constituinte em 1934 e implantou a ditadura do Estado Novo em 1937. O crescimento industrial, destacando-se os setores da siderurgia e o do petróleo, foi acompanhado de novas legislações trabalhistas que envolviam direitos à previdência, ao salário mínimo e à alimentação. Vargas foi deposto em 1945 e voltou à presidência através do voto em 1951. O atentado que, visando Carlos Lacerda, matou o major Rubens Florentino Vaz, deflagrou um forte movimento da oposição pela deposição de Vargas. Em 1954, na iminência de sua deposição, o Presidente suicida-se, gerando uma grande comoção nacional.
Josué de Castro participou do Serviço de Alimentação da Previdência Social (SAPS), instituído durante o Estado Novo, que se notabilizou pela criação de restaurantes populares. Josué ainda idealizou e foi designado Diretor do Serviço Técnico de Alimentação Nacional (STAN) que surgiu no contexto da desestruturação da economia mundial durante a II Guerra, e realizou pesquisas na área de tecnologia alimentar. Participou ainda da elaboração do Plano Salte, de 1951, que englobava políticas de saúde, alimentação, transporte e energia.

Imprimir este texto