Cidadão do Mundo

Um grupo de personalidades de reputação internacional, os Cidadãos do Mundo, reuniu-se a partir de 1966, para discutir a formação de instituições mundiais encarregadas de exprimir as reivindicações do conjunto de todos os povos, considerando que o grande desequilíbrio mundial ultrapassa a capacidade de atuação das nações isoladas. Este grupo convidava a todos para se registrarem como Cidadãos do Mundo, e elegeram os delegados do Congresso dos Povos, uma prefiguração de um Parlamento Mundial. Os delegados eleitos em 1966 foram Lord Boyd Orr, Josué de Castro, Danilo Dolci, Shinzo Hamai, J-L. Hromadka, Alfred Kastler, Rajan Hehru, Linus Pauling, Abbé Pierre, Jean Rostand, Lord Bertrand Russell, Ivan Supek e Hans Thirring.

Imprimir este texto