Em 2002, o Projeto Memória homenageia um dos brasileiros mais notáveis do século XX, o presidente Juscelino Kubitschek, que neste ano estaria comemorando seu centésimo aniversário.

JK foi um presidente diferente. Sua jovialidade, seu sorriso cordial e sua simpatia modificaram por completo a sisudez das cerimônias oficiais. Ele foi também um cultor de virtudes essenciais para o exercício da democracia: a tolerância, o respeito à opinião divergente e, sobretudo, a paciência em fazer da negociação política o instrumento principal do jogo do poder. Soube exercer a autoridade respeitando acima de tudo as regras estabelecidas, nas leis e na constituição, e preservou sempre, como bem maior, a liberdade.

Com otimismo, alegria de viver e fé num futuro grandioso para o Brasil, capitaneou mudanças visando o desenvolvimento e a prosperidade. JK, um homem sem medo de ousar, de enfrentar desafios, propiciou um clima de confiança e criatividade, e liberou os brasileiros de seu complexo de inferioridade, conduzindo-os a uma efervescência cultural que ainda hoje provoca nostalgia.



realização:

Fundação Banco do Brasil   Organização Odebrecht

apoio institucional:

Memorial JK    Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal    Casa de Juscelino - Diamantina/MG    Fundação Assis Cheteaubriand